Show simple item record

dc.contributor.authorMurama, José
dc.contributor.authorMalichocho, Celina
dc.contributor.authorMuiocha, Delfina
dc.date.accessioned2021-06-24T18:35:24Z
dc.date.available2021-06-24T18:35:24Z
dc.date.issued2015-10
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1834/40359
dc.description.abstractO presente estudo teve como objectivo avaliar a taxa de crescimento dos alevinos revertidos de peixe tilapia nilótica Oreochromis niloticus ou Tilapia nilotica alimentados com a ração do Higest® que é peletizada e apresenta um nível proteico de 30%, sendo uma ração comercial e amplamente disponível em Moçambique mas formulada para frangos.Para efeitos de controlo, foi usada a ração AQUA-plus® que é uma ração extrusada que contém 45% de proteína típicapara peixes e importada da Africa do Sul. O estudo foi conduzido no Laboratório de Pré-testagem do Instituto deInvestigação Pesqueira em Maputo. O aparato experimental era composto por seis tanques rectangulares de betão com3 capacidade de 600 m cada sendo três tanques para o tratamento e outros três para controlo. No período de 91 dias (16 de Agosto a 14 de Novembro de 2013) foram povoados em cada tanque 91 alevinos de Tilapia niloticus cujo peso ecomprimento médio total no início era de 0,68±0,29 g e 3,25±0,48cm respectivamente. O crescimento foiacompanhado por meio de biometrias quinzenais. Diariamente eram monitorados parâmetros físico-químicos da água.As variáveis físico-químicas nos tanques, não apresentaram diferença significativa (P> 0,05), água apresentoucondições limnológicas razoáveis para o crescimento do peixe, com excepção da temperatura que se apresentava baixao com 21,82 C e o oxigénio dissolvido que esteve em torno de 3,14 ± 0,17 mg/L. Os peixes alimentados com a ração decontrolo da AQUA– Plus® obteve relativamente um maior ganho de peso (5,02 ± 0,97 g) e comprimento (3,30 ± 1,32cm) e melhor índice de conversão alimentar (0,33 ± 0,77) em comparação com a ração experimental da Highest® cujoíndice de conversão foi de 0,38 ± 0,85. Os resultados demonstram a necessidade de alimentar alevinos de tilapia com uma dieta formulada para atender as exigências nutricionais específicas de peixes. Desta forma, não se recomenda o uso da ração Higest®, de frangos para alimentar peixes.
dc.formatapplication/pdf
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isopt
dc.publisherInstituto Nacional de Investigação Pesqueira
dc.relation.urihttp://www.iip.gov.mz
dc.subject.otherAquaculture
dc.subject.otherOreochromis niloticus
dc.subject.otherração
dc.subject.otheralevinos revertidos
dc.subject.otherrations
dc.subject.otherfingerlings
dc.titleTeste da eficácia de uma ração comercial de frango para alimentar Tilápia nilótica em tanques de betão em Moçambique
dc.typemonograph
dc.bibliographicCitation.titleBoletim de Divulgação, Instituto de Investigação Pesqueira, Mozambique
dc.bibliographicCitation.volume62
dc.format.pages17
dc.publisher.placeMaputo, Mozambique
refterms.dateFOA2021-06-24T18:35:24Z
dc.source.legacyrecordurlhttp://aquaticcommons.org/id/eprint/26046
dc.source.legacydepositorid21158
dc.source.legacylastmod2018-10-21 10:52:32
dc.source.legacyid26046
dc.source.legacyagencyInstituto de Investigação Pesqueira, Mozambique


Files in this item

Thumbnail
Name:
B.%20Informativo%2062%20aprova ...
Size:
5.633Mb
Format:
PDF

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record